28 de out de 2010

Novas eleições para o senado, no Pará

A lei eleitoral fala que com mais de 50% dos votos nulos, uma nova eleição deve ocorrer. Com base nisso, e no fato de que entre nulos, brancos, votos de Jader e de Paulo Rocha ao Senado soma-se 57% o PMDB entra amanhã com recurso solicitando nova eleição para o senado no Pará.
O TRE deverá sacramentar a lei.
Contando com o fato de que o recurso de Paulo Rocha ainda não foi votado pelo STF e que as urnas eletrônicas devem ficar 60 dias periciadas antes de uma eleição e que a partir de janeiro vence o prazo de renúncia de Barbalho na época que era senador, o que o torna "elegível" novamente, o que deve acontecer será;
1 - O TRE deverá fazer nova eleição para o senado no Pará.
2 - Tudo zera e Jader poderá ser candidato novamente.
3 - A história toda ainda está longe do fim.

2 comentários:

Anônimo disse...

" SE ESSA LEI JÁ TIVESSE SIDO VOTADA ANTES, EVITARÍAMOS QUE FIGURAS CARIMBADAS PELA CORRUPÇÃO DESSEM AS CARAS NESTAS ELEIÇÕES "

BORIS CASOY - JORNAL DA NOITE - BAND - EM 27/10/2010.

Anônimo disse...

Égua, Bacana! Quem te disse isso?