9 de fev de 2012

Jogando pesado para ter a AMAT.

Secretários e deputados federais ligados ao Governo do Estado estão jogando pesado para eleger Celso como prefeito da Amat.
Facilidades estão sendo oferecidas, o que pode levar o candidato a vitória.
Mas porque a importância da Amat para o Governo ?
Para servir de braço a um objetivo de melhorar a imagem do mesmo na região de Carajás, abalado por conta do plebiscito.
Olhem quem vota;
Abel Figueiredo
Água Azul do Norte
Bannach
Bom Jesus do Tocantins
Brejo Grande do Araguaia
Breu Branco
Canaã dos Carajás
Conceição do Araguaia
Cumaru do Norte
Curionópolis
Dom Eliseu
Eldorado dos Carajás
Floresta do Araguaia
Goianésia do Pará
Itupiranga
Jacundá
Marabá
Nova Ipixuna
Novo Repartimento
Ourilândia do Norte
Palestina do Pará
Parauapebas
Pau d'Arco
Piçarra
Redenção
Rio Maria
Rondon do Pará
Santa Maria das Barreiras
Santana do Araguaia
São Domingos do Araguaia
São Felix do Xingu
São Geraldo do Araguaia
São João do Araguaia
Sapucaia
Tucumã
Tucuruí
Ulianópolis
.Xinguara
A eleição e a posse será segunda feira. Até o presidente da ALEPA deputado Manoel Pioneiro esteve circulando na semana que passou pela região, pedindo votos para Celso.

Um comentário:

Anônimo disse...

AMAT Carajás: Celso Lopes é o novo presidente
Depois de muito disse-me-disse, os prefeitos da AMAT decidiram confirmar Celso Lopes Cardoso (PSD), prefeito de Tucumã, como presidente da entidade. Foi agora há pouco, na sede da associação em Belém. Intensas conversas antecederam a decisão, até que saiu o acordo.
Como o resultado da eleição foi empate (17 a 17), os prefeitos entenderam hoje que deveriam dar posse ao mais velho dos dois postulantes, apesar de o estatuto da entidade ser omisso sobre o assunto. O outro candidato, como publicamos aqui no dia da eleição, era o prefeito de Abel Figueiredo, Hidelfonso de Abreu Araújo (PP).
Nas muitas negociações no decorrer do dia, tentando encontrar uma saída para o imbróglio, alguém pensou até em dar um “canto de carroceria” no vice-presidente da chapa de Celso Lopes, prefeito Edson Alvarenga (PTB), de Nova Ipixuna. A ideia era colocar Hidelfonso de vice e correr pro abraço. Mas o arrojado Alvarenga não abriu e a chapa foi mantida, com Celso presidente e Alvarenga vice.
Venceu então a mão forte do governo do Estado.