9 de fev de 2012

Mais Amat

Celso Cardoso, prefeito de Tucumã, se for eleito presidente da Amat só vai poder ficar 3 meses no cargo - até 7 de abril - tem de renunciar a presidencia.
É que ele é candidato a reeleição em sua cidade, o que impede ele de se manter no poder.
Já Hidelfonso Araújo, prefeito de Abel Figueiredo,se eleito pode ficar o mandato todo, já que não concorre a reeleição.
A pergunta que se faz então é a seguinte; vale a pena jogar tantas fichas em Celso, para ficar 3 meses no poder.
Vai entender...

3 comentários:

carlos rivaldo disse...

Amigo a sua avaliaçao esta errada pois o periodo de desincompatibilizaçao nao e de 3 meses, e como todos os prefeitos sabem, o Celso e candidato com o proposito de refazer da Amat uma autentica agencia de desenvolvimento da regiao, lamento qaue muitos interprete assim equivocadamente.

Anônimo disse...

esse candidato do qual se diz do governo como pmdb prega esta incomodando muita gente né.detalhe telhado de vidro quebra nao atire pq estras salha.vcs tem telhado de vidro sujo,quem e pmdb no pará???

Anônimo disse...

vcs nao publicam o que o povo gostaria de ver nos blogs, poderiam postar tdos os comentarios. ninguem merece ler so as vantagens nao falam nada que o pará tem de melhor