1 de fev de 2012

Peluzo elogia atuação do CNJ


Cezar Peluso, presidindo a corte do STF, no dia em que se decide se será limitada a atuação e os poderes do CNJ, exaltou a atuação do conselho, mas afirmou que o tribunal não pode se render a "pressões impróprias". Seu discurso é considerado a abertura do ano no Judiciário.
Apesar dos elogios, Peluso destacou, ao citar a derrubada pela corte da validade da Lei da Ficha Limpa, que os ministros do Supremo não podem ser pressionados "a adotar interpretações que lhes repugnam a consciência".

Nenhum comentário: