8 de fev de 2012

Ato Médico


A CCJ do Senado aprovou hoje, em votação simbólica, o projeto do "Ato Médico", que institui quais atividades na área de saúde são privativas dos médicos. A matéria, em discussão há dez anos no Congresso, seguirá para as comissões de Educação e Assuntos Sociais antes de ir à sanção da presidente.
O relator retirou do médico a exclusividade para realizar diagnósticos e exames que já são feitos atualmente por farmacêuticos, fonoaudiólogos e fisioterapeutas. A proposta definiu que somente médicos podem diagnosticar doenças, apesar de, em alguns lugares do País, enfermeiros fazerem tal análise clínica. A senadora Marta Suplicy votou favoravelmente ao projeto. Mas disse que vai sugerir, em outra comissão, que seja retirado do projeto a previsão de que somente os médicos podem prescrever remédios de cunho psicológico.

Nenhum comentário: