25 de nov de 2011

Cotas para excluídos

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso disse ser favorável à existência de um sistema de cotas para negros nas universidades brasileiras e defendeu a adoção deste modelo. FHC afirmou que existe preconceito racial no Brasil e avaliou que não pode haver democracia quando há racismo.

“É preciso que nós tenhamos políticas de combate ao racismo [...] Eu sou favorável que exista um sistema que permita o ingresso daqueles que são excluídos” comentou o ex-presidente.

3 comentários:

Anônimo disse...

O sacripanta aproveitador FHC resolveu, como ja havia falado, tentar se aproximar dos pobres e dos simples, desde quando tinha 11 anos de idade. Mas ele sabe que a cor não exclui quem estuda. Sou negro e nunca fui reprovado em todos os concursos que fiz. E não sou nenhum gênio nem meu pai era um abastado - sempre estudei em escola pública.

Anônimo disse...

Ele teve 8 anos para fazer isso. Perdeu uma oportunidade única.

Amorim disse...

"(...)a cor não exclui quem estuda" Carao anônimo 9:47. O seu caso não condiz com a maioria dos negros de nosso pais, pesquisas revelam que a evasão escolar, desistência, analfabetismo, repetência neste pais tem cor e raça. Você, como muitos brasileiros, são vítimas do mito da democracia racial que "alegra" esse pais, mas que na prática não garatem direitos à todos.