21 de nov de 2011

Caso Cesare Battisti

O lançamento do livro: "Caso Cesare Battisti - A Palavra da Corte", do promotor cearense Walter Filho está causando frisson. Trata-se do segundo livro de Walter Filho, que já havia lançado "Cinema - A Lâmina que corta", compilação de reflexões a respeito da sétima arte e de seus filmes preferidos. Para escrever "O Caso Cesare Battisti - A Palavra da Corte", o autor fez uma viagem para a Itália, em 2009. Em Milão, ele teve contato direto, lendo e avaliando, com os quatro processos que envolvem a participação do ex-militante político italiano.
Nos processos, Walter Filho constatou que Cesare Battisti, então integrante do grupo de extrema-esquerda Proletários Armados pelo Comunismo (PAC), foi preso em flagrante em de Milão, em 26 de julho de 1979, acusado de envolvimento direto em quatro homicídios, todos assumidos publicamente pelo PAC. Segundo o autor, todos os crimes tiveram fins políticos, ligados à ideologia do movimento italiano.
Baseado nas informações obtidas nos tribunais em Milão, o foco central do livro "O Caso Cesare Battisti - A Palavra da Corte" é evidenciar que a culpa pelos quatro assassinatos, atribuídos ao membro do PAC, nos processos, foi provada nas três Instâncias da Justiça italiana. O promotor Walter Filho acrescenta em sua publicação que essas decisões também foram ratificadas pela justiça francesa e pela Corte Internacional de Direitos Humanos.

2 comentários:

Anônimo disse...

gostria de ver a capa do livro.

Walter Silva Pinto Filho disse...

Caro Marcelo

Agradeço o apoio na divulgação do livro. É minha luta contra a IMPUNIDADE no Brasil.

Abraço

Walter Filho