21 de jan de 2012

Aqui não violão

A disputa de Puty na convenção petista põe em jogo a liderança histórica de Paulo Rocha no partido.
Dizem que para PR é questão de honra derrotar Puty.
E que já está certo, se Alfredo Costa passar para o segundo turno, terá o apoio de Bordalo, e vice e versa.
Ou seja, serão todos contra o predileto de Ana Júlia.
E aí leia-se Beto Fato, Zé Geraldo, Paulo Rocha, Ganzer e adjacências.

Um comentário:

Anônimo disse...

e quem quer que esses bandidos ainda figurem como mandatarios do PT? foram eles que jogaram o PT o ali barbalho nas mãos do teu patrão. Belem tem jeito, Puty prefeito!