10 de jan de 2012

BRT dando o que falar

Movimentos sociais cobram explicações do prefeito Duciomar sobre as obras do ônibus de transito rápido em Belém.
Entidades que se mobilizaram contra o aumento da passagem de ônibus em 2011, agora reivindicam por mais transparências nas obras dos BRT. Alguns sindicatos de Belém e arredores lançaram notas questionando o projeto, que inclusive é investigado pelo Ministério Público Federal, Ministério Público do Estado, Tribunal de Contas da União e Tribunal de Contas dos Municípios.
Os movimentos sociais cobram por audiências públicas sobre o projeto, Formação de uma comissão para avaliar os impactos que ele pode trazer, congelamento da tarifa e qualidade no transporte, entre outras reivindicações.

Um comentário:

Anônimo disse...

Investigado pelo Tribunal de Contas dos Municípios?

Ha, ha, ha, ha, ha, ha!