9 de jan de 2012

Made in China

Confederação Nacional da Indústria informou que uma das prioridades para a primeira reunião de 2012 do Conselho Empresarial Brasil-Argentina seria conter a enxurrada de produtos chineses no mercado latino-americano. O Conselho foi criado no ano passado pelas presidentes Dilma e Cristina Kirchner, para buscar soluções para os conflitos comerciais entre os dois países e promover a integração bilateral. Segundo a CNI, especialistas calculam que, entre 2005 e 2009, o Brasil deixou de exportar mais de US$ 2,5 bilhões para os países da América Latina por causa da concorrência com a China. As perdas da Argentina somaram US$ 730 milhões, avaliou. Entre os produtos dos dois sócios do Mercosul que mais perderam mercado para os similares chineses, segundo a CNI, estão químicos, de informática, de telecomunicações e máquinas e equipamentos.

Um comentário:

Anônimo disse...

Temos é que fazer o dever de casa, fiscalizando e taxando os produtos que chegam made in china.