24 de jan de 2012

OAB em foco

O presidente afastado da OAB-PA, Jarbas Vasconcelos, volta a atacar o presidente nacional da entidade, Ophir Cavalcante Júnior. Amanhã, Jarbas ajuizará, em Brasília, uma ação de exibição de documentos para obrigar Ophir a apresentar as faturas detalhadas de seus cartões corporativos, bem como as prestações de contas da sua administração.
Segundo Vasconcelos, o atual dirigente da OAB nacional “gasta fortuna com o cartão corporativo, ganha outra fortuna com o exame de Ordem - mais de R$ 40.000,00 a cada exame realizado em cada seccional -, e ninguém sabe como é administrado esse dinheiro. Afinal de contas, ninguém controla as contas da Ordem”. A cobra vai fumar. Será!?

Um comentário:

Anônimo disse...

Enquanto isso o Conselho Federal da OAB faz vista grossa aos desmandos de seu Presidente, embora desde o ano de 2008, na gestão do ex-Presidente Cezar Britto, na qual o Ophir Cavalcante era Tesoureiro, recomendava às Seccionais que cobrassem dos órgãos públicos o uso o cartão corporativo, mas sua aliada ex-Presidente Ângela Sales, na Seccional do Pará, gastava o que podia em seu cartão corporativo, inclusive com compras no Exterior. "Casa de Ferreiro, espeto de pau", já dizia Ophir Jr.