13 de jan de 2012

Relatório do Ipea sugere políticas econômicas expansionistas

O Ipea acredita que o governo irá manter a política monetária expansionista que teve durante 2011 durante 2012, com a continuação da tendência de redução das taxas de juros e a reversão das políticas macroprudenciais. Essas são algumas das expectativas para que o Brasil possa acelerar o crescimento do PIB que vem freando por causa da crise européia.

O instituto alerta que o ambiente internacional ainda é incerto e chama a atenção para a possibilidade de agravamento da crise européia que poderia causar problemas ao Brasil. O Ipea coloca quatro possíveis cenários neste caso: uma redução do fluxo líquido de entrada de capital estrangeiro no país, levada por uma aversão maior ao risco; a redução de linhas de crédito disponíveis devido à redução da liquidez internacional; a contração nos níveis de consumo e investimento; e a redução nos níveis globais de atividade econômica.

Nenhum comentário: