5 de jan de 2012

Residência médica

O governo federal está buscando abrir mais vagas de residência médica nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, que carecem de especialistas. As vagas estão previstas no Programa Pró-Residência, criado em 2010, que está financiando a abertura de vagas de residência médica em especialidades em regiões prioritárias definidas por gestores do SUS. A bolsa terá validade para todo o período da residência médica, de um a cinco anos, de acordo com a duração do programa de cada especialidade ou da área de atuação. Para o Pará estão listadas 31 especialidades, que vão desde um clínico geral até o especialista em transplantes. Entre as especialidades médicas com carência de profissionais no Brasil estão psiquiatria, anestesiologia, neurocirurgia e neonatologia.

Nenhum comentário: