17 de jan de 2012

Tragédia


O tribunal de justiça de Grosseto ordenou, nesta terça-feira, a prisão domiciliar de Francesco Schettino, comandante do navio de cruzeiro "Costa Concordia", que naufragou na noite de sexta-feira diante da ilha italiana de Giglio, causando a morte de pelo menos onze pessoas, informaram fontes da defesa.

Ele foi indiciado por homicídio culposo múltiplo, responsabilidade pelo naufrágio e abandono do navio.

Nenhum comentário: