30 de jul de 2012

Bida quer anular condenação por morte de Dorothy



O advogado de Vitalmiro Bastos de Moura, o "Bida", apontado pelo Ministério Público do Pará como um dos mandantes do assassinato da missionária Dorothy Stang, em fevereiro de 2005, comunicou em ofício ao juiz Raimundo Moisés Flexa - que presidiu o júri popular responsável pela condenação dos cinco acusados de envolvimento no caso - que vai pedir a revisão criminal para tentar a absolvição de seu cliente. 

Segundo o defensor de Bida, os fatos novos contidos no depoimento registrado neste mês em cartório pelo policial federal Fernando Luiz Raiol "são mais do que suficientes para que o réu seja declarado inocente".


Nenhum comentário: