25 de jul de 2012

Os antagonistas






As eleições estão a um passo de começar. E quatro bons candidatos já escolheram quem serão seus marqueteiros.
Inclusive todas as estruturas estão prontas, já trabalhando e produzindo os primeiros programas de TV.
Zenaldo Coutinho do PSDB vai de Orly Bezerra. Os dois trabalharam recentemente juntos na campanha vitoriosa pela não divisão do estado.
Orly é um dos mais experientes e conceituados marketeiros políticos do estado, com várias vitórias na bagagem, é um homem intuitivo, que trabalha muito com pesquisas e que sabe bater muito bem, além de ser um grande conhecedor do jeito paraense de ser e um brigador pelos seus candidatos. A produtora será a 3D, velha parceira tucana.
Já Edmilson Rodrigues do Psol vai de Chiquinho Cavalcante, outro experiente profissional do marketing político, que trabalhou com Ed em seus dois mandatos a frente da prefeitura de Belém, foi responsável pelo marketing nacional do PT, além de ser um homem também com várias vitórias eleitorais. Chiquinho é um estudioso do marketing e é outro que sabe bater como poucos. A produtora é a KL Multimídia.
José Priante do PMDB vai de Glauco Lima, considerado o terceiro publicitário com veia política do estado, também experiente, com sensibilidade apurada e considerado um dos melhores textos publicitários do estado. Além de Lima, Priante terá a agência carioca GPS que já desceu em Belém para dar apoio a candidatura peemedebista. A produtora será a Eclipse Filmes.
Anivaldo Vale do PR vai de Duda Mendonça. Conhecido nacionalmente, responsável por algumas das campanhas mais importantes após redemocratização do país - Lula, Maluf, Pitta - Duda tem além das conhecidas vitórias, uma derrota particularmente especial para os paraenses. Foi o homem do sim pela divisão, e que perdeu para Orly na esfera do marketing. Mas Duda é considerado um dos melhores publicitários do país.
Anivaldo também vai trabalhar com profissionais locais da I9 Mais no marketing e a C8 como produtora.
Resumindo; muita gente experiente, bons profissionais e que certamente vão fazer uma campanha animada.
Além de projetos para Belém, um pouco de sangue, suor e lágrimas. Que ninguém é de ferro.

Nenhum comentário: