5 de jan de 2012

Aedes aegypti ganha resistência a inseticida


Uma pesquisa da Unesp de Botucatu aponta que o emprego excessivo de inseticidas, tanto o aplicado pelas prefeituras quanto os usados em casa, induz o mosquito Aedes aegypti a ter uma resistência genética maior ao veneno.
O trabalho fez o mapeamento genético de 95 mosquitos em sete cidades paulistas, com diferentes incidências de casos de dengue.
Em laboratório, também foi avaliado como o organismo das larvas do inseto respondia ao veneno. 


Nenhum comentário: