4 de jan de 2012

Oficinas trazem técnicas de interação com portadores de autismo

O Serviço Caminhar do Hospital Bettina Ferro está organizando várias oficinas para melhorar a qualidade de vida de mães de filhos autistas, que são atendidos no hospital universitário. As oficinas irão acontecer hoje e nos dias 18 e 25 deste mês, no Gedae. As oficinas trazem técnicas de interação com portadores de autismo que tenham deficiências de comunicação ou comportamento.

O Serviço Caminhar iniciou o atendimento há 10 anos e tem como objetivo diagnosticar e realizar acompanhamento clínico em crianças de até 12 anos de idade, que apresentem alterações de crescimento e desenvolvimento infantil, síndromes genéticas, epilepsias, ataxias e mucopolissacaridoses. Em média, 16 mil crianças recebem atendimento no Bettina todos os anos.


Nenhum comentário: