20 de jul de 2012

E agora?


O candidato a Prefeito de Belém pelo PSL, Sérgio Pimentel, teve um pedido de impugnação da candidatura dele formulado à Justiça Eleitoral pelo MPE. Segundo a argumentação da procuradoria eleitoral, Pimentel teve suas contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas da União e, por isso, não pode participar de eleições até 2020. Por conta disso, pelas regras da lei da ficha limpa, ele estaria inelegível. As contas rejeitadas referem-se ao período em que Pimentel era assessor especial da Prefeitura de Belém, no primeiro mandato do atual prefeito, Duciomar Costa. O prefeito também foi condenado no mesmo acórdão. 

Um comentário:

MARCIO VASCONCELOS disse...

JADER BARBALHO, também teve sua candidatura impugnada, e hoje é senador contra a vontade do Ministério Público, portanto, a impugnação do Ministério Público, não é nada até que o TRE se pronuncie.