13 de jul de 2012

Êta sorte...

Dia desses tava um pessoal de fora em casa e eu pedi emprestada a lancha de um amigo.
600 mil custou o brinquedo.
Fomos para Outeiro, Icoarací, Mosqueiro e "pláfite", a bicha deu com as élices nas pedras.
Claro, entortou tudo.
Mas o marinheiro que comandava era funcionário dele, não meu.
Tá certo que eu queria chegar na casa de uma amiga, a Elenice, na Marahu, mas ele dirigia...
A pergunta que eu quero fazer é a seguinte; é muita cara de pau pedir a lancha emprestada novamente???
Diz que não....

Nenhum comentário: