21 de dez de 2011

Senado aprova maior participação do Brasil no FMI

O Brasil, agora, é o 10º país com maior número de cotas no fundo monetário, depois que o Senado Federal aprovou o decreto que ratifica o acordo de alteração do FMI.

Pelo acordo, a participação do Brasil no fundo é elevada em 0,533 ponto porcentual. Além de aumentar a participação do Brasil, foi inserida uma série de reformas na governança do FMI, que fortalecem os países emergentes.

Um dos objetivos do tratado é facilitar possíveis rearranjos na composição das cadeiras dos países associados no FMI, pois possibilita que os cinco maiores cotistas possam formar cadeiras com outros países. O rearranjo também permitirá reduzir o número de cadeiras comandadas por países desenvolvidos.

Nenhum comentário: