14 de dez de 2011

Ex-prefeito é acusado de improbidade administrativa

O juiz da Comarca de Santa Luzia do Pará, André Filo-Creão, suspendeu hoje, pelo período de três anos os direitos políticos do ex-prefeito da cidade, Raimundo Nonato Vieira da Costa. O juiz julgou procedente a ação movida pela própria prefeitura de Santa Luzia, na qual o ex-gestor foi acusado de cometer ato de improbidade administrativa, por deixar de prestar contas acerca da utilização R$ 15 mil de verba federal.

De acordo com os autos, o ex-prefeito teria repassado para a prefeitura municipal de santa Luzia as quantias de R$ 5 mil e R$ 10 mi, referente ao Programa de Combate à Exploração Sexual Infanto-Juvenil/2000 nos meses de junho e outubro de 2000, respectivamente.

Por conta do dano causado a administração pública, o juiz também determinou o pagamento de multa civil correspondente a 15 vezes o valor contestado.

Nenhum comentário: