13 de dez de 2011

Jornalista recebe ameaças de morte em Belo Monte

Segundo o Ministério Público do Pará o jornalista Ruy Sposati, que trabalha para o movimento Xingu Vivo para Sempre e estava acompanhando demissões de trabalhadores em um escritório do Consórcio Construtor de Belo Monte, recebeu ameaças da morte.
As ameaças teriam ocorrido assim que o jornalista chegou ao escritório, após ser avisado por trabalhadores que homens da Polícia Militar estavam escoltando os trabalhadores para serem demitidos no escritório do consórcio. Segundo Sposati, um homem o abordou com agressividade, usando termos como “vagabundo” e “baderneiro”. “Eu vou te matar é agora mesmo”, o homem ainda teria tentado arrancar a câmera fotográfica das mãos de Sposati. A confusão só terminou com a interferência dos próprios trabalhadores que aguardavam pagamento das rescisões contratuais. Os homens da PM que, fardados, faziam um cordão de isolamento em torno do prédio do consórcio, não intervieram.

Nenhum comentário: