6 de dez de 2011

Mais um ministro na mira da oposição


A oposição protocolou hoje requerimentos para pressionar o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, Fernando Pimentel, a dar explicações sobre o seu faturamento de mais de R$ 2 milhões com consultorias, entre 2009 e 2010.

O PSDB pretende questionar amanhã a Comissão de Ética Pública sobre as ações de Pimentel e ingressar com uma representação no Ministério Público Federal do Distrito Federal por improbidade administrativa.

O PPS também quer saber quais foram os serviços prestados pela empresa P-21, que pertence ao ministro, que também já foi prefeito de Belo Horizonte.

"O ministro deve muitas explicações à sociedade. É preciso esclarecer em que circunstâncias ocorreram estas consultorias, já que Pimentel se preparava para ser importante coordenador da campanha da então candidata Dilma Rousseff", disse o líder do PPS, Rubens Bueno.

Nenhum comentário: