8 de mar de 2012

Gilberto Carvalho vê turbulência no governo, mas passageira


O ministro da Secretaria Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, admitiu hoje que o Palácio do Planalto vive um "momento tenso" na relação com a base aliada. Ontem, o governo Dilma sofreu sua primeira derrota no ano no Congresso Nacional, com a rejeição do nome de Bernardo Figueiredo à direção-geral da ANTT, por 36 votos contrários e 31 favoráveis. Isso mesmo depois de a presidente mandar liberar verbas na tentativa de agradar aliados insatisfeitos com o controle sobre gastos dos ministérios e com o aperto na liberação de emendas dos parlamentares.
"É um momento tenso, mas que vamos dialogar, vamos conversar, entender. Não é hora de nenhuma declaração precipitada, é hora de entender que a democracia implica em vitória, derrota e vamos avançando." Disse o ministro, na saída de um seminário, ao ser perguntado sobre a atual situação do governo com a base aliada.

Nenhum comentário: