2 de dez de 2011

O marketing é quem manda

O debate não foi pior porque não podia.
Nem o SIM nem o NÃO apresentou propostas.
Nadinha de nada.
Virou mais um palco para acusações mútuas, que na verdade nem deveriam existir naquele momento.
Celso Sabino atacou Lira Maia pessoalmente.
João Salame fez o mesmo com Zenaldo Coutinho.
Ao se defenderem, Lira e Zenaldo também atacaram.
O debate serviu para uma coisa; mostrar que nessa campanha o marketing é que da o tom.
E o roteiro.

Um comentário:

Anônimo disse...

No debate o SIM ganhou mais uma vez, mas infelizmente a imprensa da capital prefere dizer que foi um empate pra não assumir que o NÃO perdeu esse debate. Por que voces acham que se o não se saisse melhor no debate a imprensa ia cai em cima dizendo foi melhor.